Domingo, 24 de Julho de 2011

Variação diferencial do alargamento dos lábios vaginais e sua importância no poder criativo: a musa

Neste artigo, venho descrever a importância que a variação diferencial do alargamento dos lábios vaginais, particularmente na excitação sexual, tem no poder criativo, quer em homens quer em mulheres.

 

Em Variação diferencial do tamanho do pénis e sua importância no poder criativo ( Resende, 2011 ), indico que o diferencial do tamanho do pénis, ou seja, entre o estado flácido e o estado erecto, permite ao homem identificar-se quer com homens quer com mulheres, já que em relação a estas, a aproximação do estado de flacidez permite a identificação com o clitóris da mulher.

Sendo assim, o homem tem uma perspectiva mais diferenciada do mundo que o rodeia através destas duas identificações. Será esta perspectiva que permitirá o maior poder criativo do homem, algo que se denota ao longo da história humana.

 

Tendo em conta que aquela identificação com as mulheres será um dos factores do efeito musa, que aquelas têm nos homens, adentremos mais na caracterização da musa.

 

Sendo conhecida ao longo da história a existência de musas inspiradoras, lembremos o exemplo do busto feminino na proa dos barcos de exploração marítima ou aquelas mulheres destinatárias de serenatas.

 

Proponho aqui que a variação diferencial do alargamento dos lábios vaginais da mulher, na excitação sexual e na ausência dela, será um dos factores etiológicos do efeito musa na criatividade.

 

Será como, e tendo em conta a identificação relacional, ao alargar os lábios vaginais, na excitação sexual, ocorrer uma      " mitose " de ideias, em que, da mulher, tenderão a surgir ideias separadas.

 

Importantemente, será como uma base somática da fantasia imaginativa.

 

Na mulher, e tendo em conta as relações particularmente sexualizadas, portanto homossexualizadas, entre mulheres, haverá uma dificuldade na resolução da ambivalência homossexual, e em consequência, no contexto, dificuldade na escolha das ideias surgidas a partir daquela " mitose ".

Assim, o efeito criativo da excitação sexual da mulher é diminuído na mulher típica.

 

Ora, a melhor resolução da ambivalência homossexual, mais típica no homem, e tendo em conta a relação homem-mulher, permitirá ao homem identificar as ideias e equacioná-las nas elaborações criativas.

Temos aqui um forte efeito de musa, em que o aumento e diminuição da excitação sexual da mulher, pelas suas características sexualizadas constantes, com aumento e diminuição do alargamento dos lábios vaginais, permitirão uma fonte importante de inspiração.

 

Nos homens homossexuais, este efeito de musa não será tão forte, já que a relação amorosa e sexual de eleição é com homens e não com mulheres.

 

Já em relação às lésbicas, e considerando a resolução da ambivalência homossexual que mais lhes caracteriza, a fonte de inspiração criativa está particularmente presente, o que é bom prognóstico para aqueles movimentos feministas, particularmente, os mais radicais, que preconizam o inevitável lesbianismo das mulheres.

 

Pelo dito, e considerando as relações particularmente sexualizadas das mulheres e que as histéricas se caracterizam sobremaneira pelas relações sexualizadas, será sintomático que as origens da Psicanálise estejam associadas ao estudo da histeria.

 

 

Bibliografia

 

Resende, S. ( 2011 ). Variação diferencial do tamanho do pénis e sua importância no poder criativo in www.redepsi.com.br, na secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 02/01/2011

 

publicado por sergioresende às 15:25
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Variação diferencial do a...

.arquivos

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds